41 99107-7910

Como funciona a audição? A audição é uma sensação de vital importância nos seres humanos, pois é a base da sua comunicação. Para que possamos ouvir normalmente, nossa orelha deve estar com suas estruturas em perfeito estado de funcionamento. A nossa orelha é dividida em três partes: orelha externa, orelha média e orelha interna. São nessas estruturas que iniciam os mecanismos da audição.

Orelha externa: O som é captado pelo pavilhão auricular que canaliza as ondas para o canal auditivo e para o tí­mpano. O canal auditivo serve como proteção e como amplificador de pressão. Quando se choca com a membrana timpânica, a pressão e a descompressão alternadas do ar adjacente à membrana provocam o deslocamento do tímpano. Dessa forma, o tímpano transforma as vibrações sonoras em vibrações mecânicas que são comunicadas aos ossículos (martelo, bigorna e estribo).

Orelha média: O centro da membrana timpânica conecta-se com o cabo do martelo. Este, por sua vez, conecta-se com a bigorna, e a bigorna com o estribo. Essas estruturas encontram-se suspensas através de ligamentos, razão pela qual oscilam para trás e para frente fazendo vibrar as estruturas. Sendo assim, transformando a energia sonora em energia mecânica.

Orelha interna: À medida que cada vibração sonora penetra na cóclea, a janela oval move-se para dentro, lançando o lí­quido da escala vestibular numa profundidade maior dentro da cóclea. A pressão aumentada na escala vestibular desloca a membrana basilar para dentro da escala timpânica; isso faz com que o líquido dessa câmara seja empurrado na direção da janela oval, provocando, por sua vez, o arqueamento dela para fora. Assim, quando as vibrações sonoras provocam a movimentação do estribo para trás, o processo é invertido, e o lí­quido, então, move-se na direção oposta através do mesmo caminho, e a membrana basilar desloca-se para dentro da escala vestibular. Sendo assim, a energia mecânica se transforma em ondas de energia hidráulica que são transmitidas aos nervos auditivos do tronco encefálico e córtex cerebral, onde será então transformada em energia elétrica, fazendo com que haja percepção do som.

Eu acredito que posso ter uma perda auditiva. O que devo fazer agora? Nossas informações auditivas tem todo conteúdo que você precisa sobre os próximos passos se você acredita ter uma perda auditiva. Nosso objetivo é informá-los sobre as soluções que podem ajudá-lo a restaurar sua audição ou a de um ente querido. Confira nossa sessão sobre informações sobre a audição.

Eu sei que tenho perda auditiva e estou pronto para comprar aparelhos auditivos, mas não sei qual é o certo para mim. Como descobrir? apsectos a serem considerados ao determiner qual aparelho auditivo é mais indicado para cada pessoa:
• Grau de perda auditiva
• Estilo de vida
• Tecnologia
• Design
• Uma orelha ou duas
• O próximo passo é marcar uma avaliação auditiva com o especialista mais próximo. Com um simples clique, ajudaremos você a encontrar um professional na sua região.

Estou pronto para agendar uma avaliação com um audiologista. Encontrar um profissional de saúde auditiva para uma avaliação é simples. Consulte os pontos de vendas que trabalham com aparelhos Rexton na seção “Encontre um profissional”.
Otorrinolaringologistas: São médicos especializados no tratamento de pacientes com doenças no nariz, orelha e garganta e estruturas relacionadas no pescoço e garganta. Diversos medicos trabalham em parceria com fonoaudiólogos que fazem avaliações audiológicas e a adaptação de aparelhos auditivos.
Fonoaudiólogos: Profissionais da saúde especializados nas deficiências da fala, audição e voz. Eles realizam avaliações e tratamentos para perda auditiva e adaptam aparelhos auditivos.